Buscar
  • Claudio Correa Monteiro

Dia D


Eu vou falar do Dia D através dos livros O Dia D- Ponta de Lança da invasão, escrito por R. W. Thompson e Normandia - Do Dia-D a Derrocada, escrito por David Mason. Ambos os livros falam sobre o dia 6 de junho de 1944 quando os aliados invadiram a Normandia para chegar a Berlim para vencer a Segunda Guerra Mundial, os desembarques na Normandia consistiram nas operações de desembarque que ocorreram na terça-feira, 6 de Junho de 1944, da invasão dos Aliados da Normandia na Operação Overlord, que é o codinome para a Batalha da Normandia, uma operação dos Aliados que iniciou a invasão bem-sucedida da Europa Ocidental ocupada pelos alemães durante a Segunda Guerra Mundial. A operação teve início em 6 de junho de 1944, com os desembarques da Normandia (Operação Netuno, vulgarmente conhecido como Dia D). Um ataque aéreo de 1 200 aviões precedeu um desembarque anfíbio, envolvendo mais de cinco mil embarcações. Cerca de 160 mil homens cruzaram o canal da Mancha em 6 de junho e, com isso, mais de três milhões de soldados aliados estavam na França até o final de agosto, durante a Guerra. Com o nome de código Operação Neptuno e muitas vezes referido como o Dia D, é a maior invasão por mar da história. A operação dá início à libertação dos territórios ocupados da Europa noroeste pelos alemães do controlo nazi e implantou os alicerces da vitória dos Aliados na Frente Ocidental. Dia "D", hora "H", minuto "M" são expressões comuns na técnica de planejamento, mas o dia 6 de junho de 1944, ao ser fixado como o Dia-D da Operação Overlord, a invasão da "Fortaleza Europa" de Adolf Hitler, marcou para sempre, na alma dos povos livres, o dia da libertação. Seis semanas após o dia D os aliados ainda se encontram enredados no difícil terreno de permeado de sebes da Normandia. Então, o Oitavo Corpo americano montou a Operação Cobra, e a 27 de julho, o comandante da trigésima Divisão podia dizer jubiloso: "A coisa estourou e abriu-se completamente. Nós seremos a palhinha que vai quebrar as costas do camelo".


0 visualização0 comentário