Buscar
  • Claudio Correa Monteiro

O Fantasma de Canterville

Eu vou voltar a falar do autor Oscar Wilde. "O fantasma de Canterville" inverte clichês da literatura gótica enquanto brinca com conceitos de tradição e modernidade para tecer uma crítica afiada à sociedade vitoriana. Mas, acima de tudo, Oscar Wilde cria uma obra leve e divertida — um clássico que há mais de um século encanta leitores de todas as idades. Ao lado das outras sete histórias que compõem este volume (entre elas as famosas "O Príncipe Feliz" e "O crime de Lorde Arthur Savile"), é uma prova do talento e da versatilidade do escritor, poeta e dramaturgo irlandês. Esta edição conta com tradução e introdução de Otto Schneider. Uma aventura nem tanto assombrosa, mas muito divertida!Neste clássico de Oscar Wilde, um fantasma habilidoso vê o feitiço virar contra o feiticeiro quando, na própria casa que assombrava, passa a ser aterrorizado por seus novos proprietários americanos. O fantasma se chama Sir. Simon de Canterville, que em 1565 assassinou a própria esposa e, para assombrar os corredores de Canterville Chase, adota os mais variados disfarces e se transforma numa verdadeira antologia de tipos macabros. No entanto, nenhuma dessas facetas é capaz de arrepiar os cabelos dos novos moradores da mansão. Uma história que confirma a reputação de Oscar Wilde como um mestre na arte narrativa, com seu senso de humor refinado, sua inteligência rápida e uma espirituosa dissecação da sociedade vitoriana. Um verdadeiro clássico da literatura infantil.






0 visualização0 comentário