Buscar
  • Claudio Correa Monteiro

O nome do vento

Eu vou falar do livro Patrick Rothfuss chamado O nome do vento, primeiro volume da trilogia A Crônica do Matador do Rei, lançado pela Editora Arqueiro em 2009 que conta a história de Kvothe (ou Kote), um homem misterioso que dá vida ao personagem do romance. Encarnado pra herói, ora vilão desta fascinante aventura, ele vai levá-lo a um mundo habitado por seres fantásticos e inesquecíveis. Vai guia-lo através dos momentos marcantes da sua vida, como, por exemplo, o amor por uma cortesã, o assassinato dos pais por um grupo demoníaco, a ousada experiência na escola de magia, as dificuldades da infância numa cidade assolada pelo caos, mais do que isso: ele lhe dará a chave para desvendar a verdadeira identidade do homem atrás da lenda. Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso. Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano – os lendários demônios que assassinaram sua família no passado. Quando esses seres do mal reaparecem na cidade, um cronista suspeita de que o misterioso Kote seja o personagem principal de diversas histórias que rondam a região e decide aproximar-se dele para descobrir a verdade. Pouco a pouco, a história de Kote vai sendo revelada, assim como sua multifacetada personalidade – notório mago, esmerado ladrão, amante viril, herói salvador, músico magistral, assassino infame Nessa provocante narrativa, o leitor é transportado para um mundo fantástico, repleto de mitos e seres fabulosos, heróis e vilões, ladrões e trovadores, amor e ódio, paixão e vingança. Mais do que a trama bem construída e os personagens cativantes, o que torna O nome do vento uma obra tão especial – que levou Patrick Rothfuss ao topo da lista de mais vendidos do The New York Times – é sua capacidade de encantar leitores de todas as idades.




0 visualização0 comentário